Coisas do Coração

Uma tarde no circo

Posted in Coração by adilson borges on 11 de setembro de 2009

swoleilSei que vou desafinar o coro dos satisfeitos, mas ouso dizer que o Cirque du Soleil me faz lembrar o menino bonito da canção de Rita Lee: “Lindo, mas também não diz mais nada”. Talvez tenham razão os que sustentam que a frustração deriva da minha expectativa, baseada no circo tradicional, e do preço exorbitante, R$ 350 inteira.

 

Sei também que hão-de ficar apenas na memória as imagens do domador fustigando os leões com estalos de chicote, do elefante dançando twist, do macaco irreverente no trapézio e dos camelos cavalgados por belas moças de biquínis que agitavam nossos sonhos na adolescência. Mas não posso negar, ainda tenho saudade do tempo em que se podia assistir impunemente à exposição dos animais…

 

Agora, nosso deleite seria perturbado pelo sentimento de culpa. Apesar de usarmos armas como pistolas e punhais e carros e lixo, na crescente guerra de todo dia contra nossos semelhantes ou mais ou menos dessemelhantes, estamos (ou fingimos estar) com o estômago mais fraco. O espetáculo dos animais engolindo chocolate e chicletes, e batendo a cabeça nas grades para espantar o stress do cativeiro, ainda é permitido no zoológico, mas no circo, hoje, é quase heresia.

 

Neste aspecto, de respeito aos animais, aplaudo o novo conceito circense. Fora deste ponto, me sinto… lesado. Não concebo, ainda, por exemplo, um circo sem a figura do mágico ou do palhaço. Reconheço, no entanto, que todo circo, por si só, tem algo de magia e palhaçada. Por que não reforçar este clima mágico e de irreverência?

 

O Soleil tem palhaço, e dos bons – daqueles que têm pouco compromisso com o politicamente correto e arranca na marra a risada que a gente segura no dia-a-dia para não parecer preconceituoso. O que seria do trapalhão Didi se fôssemos todos seres sem racismo, homofobismo, machismo e indiferentes aos padrões de beleza e de feiúra?  

 

Mas cadê o mágico? O Soleil não tem mágico, o que considero imperdoável, sobretudo com as crianças. De cartola ou não, é insubstituível a figura que faz surgir e desaparecer coisas nas mãos mais rápidas do que os olhos esbugalhados do público.

Falta alma no Soleil!

6 Respostas

Subscribe to comments with RSS.

  1. Ana Paula Sena said, on 15 de setembro de 2009 at 14:09

    Oi Adilson, que bom que o coração tá bom de novo pra aguentar as coisas da vida!!
    Que a nova vida de homem saudável seja ainda muito longa e rica!
    Acabei de entrar pra blogosfera, ficaria muito feliz com a sua visita. E, claro, não posso dispensar a sua opinião…
    Bjos e muita saúde!!!

  2. adilson borges said, on 16 de setembro de 2009 at 11:02

    Oi, Ana. Tudo legal?
    Deixe o o endereço e procuro você na blogosfera.

  3. barrigainclusiva said, on 17 de setembro de 2009 at 02:16

    http://www.barrigainclusiva.wordpress.com

    Bjo!

  4. Damile said, on 17 de setembro de 2009 at 11:39

    Eu estava pensando em ir, mas Marília me falou que não tinha valido a pena o valor do ingresso e eu desisti. Na verdade era só o que faltava pra eu desistir mesmo!
    Talvez outros espetáculos do Cique du Soleil sejam melhores que o Quidam…

  5. adilson borges said, on 18 de setembro de 2009 at 04:13

    Verdade, Dam. Minha avaliação refere-se ao Quidam, espetáculo exibido em Salvador.

  6. Emiliano said, on 18 de setembro de 2009 at 12:49

    É, o coração está bombando como o de uma criança, mas não ficou besta!
    Acredito que se houvesse 50 palhaços por 350 pratas eu só conseguiria chorar pensando na grana.
    Porém toda experiência é válida, e o fez lembrar da infância e dos circos de lona.


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: