Coisas do Coração

Quem fala?

Posted in Coração, saúde by adilson borges on 31 de março de 2009
Eu, meu filho Chico e minha mulher, Marília. Férias de 2008. Sete meses depois, sairia o diagnóstico gelado sobre o grau de entupimento de minhas artérias: totalmente demais

Eu, meu filho Chico e minha mulher, Marília. Férias de 2008. Sete meses depois, sairia o diagnóstico gelado sobre o grau de entupimento de minhas artérias: totalmente demais

Eu sou Adilson Borges, jornalista, radialista e músico e funcionário público estatutário.

Após descobrir, de repente não mais que de repente, que, no mínimo, flertava com o infarto, fui revascularizado (duas pontes de safena e uma mamária) e decidi construir este blog para combater os inimigos e  ajudar os amigos de coração.
Prometo atualizá-lo pelo menos duas vezes por semana, segunda e quinta. Pra quem tem coração!

25 Respostas

Subscribe to comments with RSS.

  1. Adelzuita said, on 31 de março de 2009 at 18:50

    Com sangue de tantos amigos,nossa família ficou maior e mais fortalecida. Chiquita.

    • adilson borges said, on 31 de março de 2009 at 19:03

      Lembre-se que a doação era para ser feita em dois dias, sexta e sábado, mas foram tantos os doadores que a cota foi atingida logo no primeiro dia. Muitos como Paulo Dantão e Mariana Carneiro ficaram frustrados porque não puderam doar. Quase digo fica pra próxima.
      Agradeço, mas espero não votar a precisar dos meus irmãos e irmãs de sangue.

      • Valmar said, on 2 de abril de 2009 at 10:26

        Fui um dos que chegaram atrasado e ficaram de fora por “excesso de contingência”. Tomara que não fique para a próxima!

        A alegria é saber que você está bem e conserva este olhar sempre poético e bem-humorado de tudo aquilo que lhe passa à frente dos olhos e ouvidos. As pontes só fizeram estreitar o caminho entre este grande coração e a sensibilidade que ele carrega.

        Meu susto foi colocar “coisas do coração” no google. Surgiu uma página que… pelamordedeus!

      • adilson borges said, on 8 de abril de 2009 at 15:55

        Caro Valmar Hupsel. Será que eu ia suportar este sangue aditivado! Pelo que você prometeu, seria muita potência para o meu carrinho. Valeu, Valmar!

  2. Cleidiana Ramos said, on 2 de abril de 2009 at 11:34

    Adilson meu bem: Fiz tudo o que prometi e que me era possível: rezei com fervor para todos os orixás e divindades do bem…rsrsrs…Estou morrendo de saudades de você..seu filho que tem a voz muito parecida com a do pai foi quem atendeu minha ligação pois você estava ocupado em uma nebulização…rsrsrssrs..volte logo que a galeota, logo, logo, vai ser tombada como patrimônio da Bahia. Bjs.

    • adilson borges said, on 2 de abril de 2009 at 11:50

      Oh, Clei, tou morrendo de saudade e de esperança de que você me perdoe por algo que venho omitindo. Para saber a que estou me referindo, leia, por favor, resposta minha a comentário de Jorge Ramos. Falo de você, de Meire, de Marcia Gomes, Hilcélia Falcão. Lembro-me de quando você falou com Emiliano, meu ex-caçula, no hospital. Beijo, beijo, beijo

  3. Adelmo Borges said, on 2 de abril de 2009 at 22:08

    Tem coisas do coração que o proprio coração desconhece (pelo menos achamos que ele desconhece) e, as vezes precisa-se de um cardiologista para se ficar sabendo. Assim em situação de questões que não apropriamos só nos resta ter fé, acreditar na ciência e deixar a bola rolar.
    As coisas acontecem com a gente não por acaso, as vezes para que tracemos novos rumos e passemos a desfrutar de novas emoções, muitas delas simples e ao nosso alcance que a movimentação diária não nos deixa ver.
    Valeu o susto, e a alegria posterior. Volte a vida com olhar para o horizonte e para o que está perto de você.
    Um beijão
    Adelmo

    • adilson borges said, on 3 de abril de 2009 at 18:47

      Adelmo Borges, meu irmão. Leia o recado que deixei para Paolo Marconi, sobre o cigarro na seção “Tabagistas levam fumo”. Já passou da hora de parar com a fumaça de otário. Tens a vantagem de ter começado a fumar adulto, ao contrário de mim e nossa precocemente falecida irmã, Adelza (Dezinha) – a gente se iniciou no vicio fumando papel escondido quando eu tinha uns 12 e ela 10. Aos 13 anos, eu já estava viciado. Não em papel, mas em nicotina! Sai dessa, meu irmão!

  4. Silvio said, on 3 de abril de 2009 at 21:51

    Adilson, companheiro, você deu a volta por cima e sacudiu a poeira. Ludmilla e eu estivemos sempre ao seu lado, mesmo aqui do Planalto Central. Estamos felizes por sua recuperação e torcendo para revê-lo em breve. Um beijo para Marília e um abraço carinhoso e fraterno pra você. Adoramos a idéia do blog!
    Silvio

  5. Lud said, on 5 de abril de 2009 at 09:45

    Com-pa-nhei-ro…! Tô chegando por aí, vou entrar pela sua casa adentro com uma garrafa de vinho e não admito que falte o violão…! Quero escutar esse estoque de canções inéditas que esse coração aí, ao ser aberto, liberou pro seu sistema, viu???? E vê se não fica mais dando susto nos amigos, affffffff!!!!!!!

    • adilson borges said, on 5 de abril de 2009 at 21:03

      Venha, moça, estamos esperando, e com uma música novinha, homenagem a Jônatas Conceição, intelectual, poeta, militante do movimento negro e sobretudo meu amigo há mais de 30 anos, que virou estrela e entrou na história na sexta-feira, aos 56 anos (minha idade), sem me dar um abraço.

  6. Rosângela said, on 15 de abril de 2009 at 16:35

    Ei cara, que bom saber que está bem, minha mãe (Dona Lourdes) está ótima em seus maravilhosos 80anos e, eu tbem sofri uma cirurgia de coluna cervical, hoje completando 6 meses e amanhã voltando ao trabalho, estou bem.
    abraços a todos

    • adilson borges said, on 15 de abril de 2009 at 21:52

      Beijos para você e dona Lurdes

  7. ilma said, on 1 de maio de 2009 at 11:08

    é tão bonito…cante aí, vai!

    • adilson borges said, on 2 de maio de 2009 at 00:21

      “É tão bonito quando a gente pisa firme
      Nessas linhas que estão nas palmas de nossas mãos
      É tão bonito quando a gente vai à vida
      Nos caminhos onde bate, bem mais forte o coração”

      Você é um amor. Quando quer

  8. Paulo Sérgio said, on 7 de maio de 2009 at 06:20

    Prezado amigo,

    Vasculhando na internet achei esse blog e vi que pudemos viver uma coincidencia em nossas vidas, tenho 40, e no ano de 2008, precisamente em junho de 2008, após fazer um teste ergométrico recebi a indicação médica para realizar um cateterismo, fiz e acabei fazendo uma revascularização do miocardio com 1 safena e 2 mamárias. Sou Oficial, Militar do Corpo de Bombeiros de Alagoas. Inicialmente me aconselharam a ir para a reforma, mas resolvi não ir e continuo na ativa, mas ultimamente tenho me perguntado o por quê de estar na ativa? isso tem me tirando o sono, às vezes. Voltei a faer pequenas corridas de 30 mim, numa distância de 5 km. Deixa eu te perguntar uma coisa, vc provavelmente tem lido muitas experiencias nesse blog, pergunto-lhe: vale a pena continuar na ativa? trabalhando, exercendo uma atividade como a minha?
    Me perdoe, pela pergunta, não quero transferir uma decisão que é minha para ninguém, mas gostaria, se possivel, de saber a experiencia de pessoas que são revascularizadas.
    Muito obrigado pela atenção!

    Fico no aguardo.

    • adilson borges said, on 7 de maio de 2009 at 06:56

      Caro Paulo Sérgio. E eu que achava que caí na ponte cedo! É espantoso que isso lhe tenha ocorrido aos 40 anos, sobretudo porque você é militar, do Corpo de Bmbeiros, e praticante de esporte, pelo que entendi.
      Mais importante que tudo é saber que fisicamente você está legal. Quanto ao ficar ou não ficar na ativa você já antecipou a resposta: ninguém poderá decidir em seu lugar. Apareça sempre neste espaço. Um abraço

  9. ilma said, on 12 de maio de 2009 at 02:15

    Oi, Ad!!!

    Hoje é meu aniversário e resolvi voltar. Quero sim, carinhos e manifestos de amizade. Afinal, não foi só vc quem sofreu de coração.

    Beijos e vida longa pra gente!

    Ilma.

    • adilson borges said, on 12 de maio de 2009 at 04:48

      Que hora vai apagar a velinha, cantar parabéns e se lambuzar de bolo?
      Vida longa a hereditariedade indica que você terá. O que desejo então é que a tenha repleta de prazeres e alegria!
      Um beijão

  10. Adelzuita said, on 4 de junho de 2009 at 00:37

    Ás cinco e quarenta da manhã recebo o jornal A TARDE e lá está o seu nome entre os articulistas do dia. FELIZ RETORNO . Vamos conjugar overbo fundamental essencial,transcendente,acima das gramáticas e do medo e da moeda e da política ;o verbo sempreamar,o verbo pluriamar,razão de ser e de viver.(CARLOS D. DE ANDRADE)

    • adilson borges said, on 4 de junho de 2009 at 08:31

      Obrigado. O artigo foi publicado simultaneamente em A TARDE e neste blog.

  11. Fabio Conceicao said, on 4 de julho de 2009 at 22:28

    Minha nossa..Conheci Adilson em 1993 em Salvador. Desde o início me encantei. Sensível, inteligente, músico. Trocamos boas idéias e bons acordes. Desse encontro até o último na mureta do Bar Urca, na Urca, aqui no Rio de Janeiro, passaram 16 anos sem sequer um encontro pra matar a saudade. Mas, felizmente, ficou a emoção e a certeza de que o primeiro não foi em vão. Aqui estamos num recomeço, com coração renovado, partindo com determinação e severidade para a feijoada da Portela. Daqui pra frente que os orixás se encareguem. E viva Marília e Chico…novos amigos!!!!!! Êta vida…

    • adilson borges said, on 6 de julho de 2009 at 01:16

      Se um dia meu coração for consultado para falar de samba, politica e gentileza, eu me lembrarei muito bem de Fábio Conceição.
      Viva a Portela, onde comi feijoada e ganhei um disco de Monarco, da velha guarda da escola de Madureira; viva a Mangueira, que olhei de longe e registrei em foto ao voltar do Maracanã, mas ainda vou lá; viva a Central do Brasil, onde afloram as desigualdades sociais – trens novos para os lugares mais pertos e vagões sujos e raros para quem vem de lugares como Bangu.
      Viva o Brasil e o rabo de tatu!

  12. Adelzuita said, on 22 de julho de 2009 at 21:06

    É bom saber que você voltou ao batente no jornal ATARDE,como editor de política edeu uma colaboração na coluna TEMPO PRESENTE(22/07).Feliz retorno mas não esqueça de escrever para o bloq pelo menos,uma vez na semana.BEIJOS

    • adilson borges said, on 23 de julho de 2009 at 10:51

      Voltei ontem (21.07.09) ao batente. Beijos


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: